Dogecoin Brasil

Blog sobre Dogecoin, Bitcoin e outras Altcoins
cudaminer com -C

Otimizando a mineração no cudaMiner

Depois de descobrir como minerar Dogecoins e outras moedas, achei que o cudaMiner faz tudo muito automático, então fiquei curioso se é possível fazer alguma otimização ou qualquer coisa nesse sentido para ganhar mais uns khash/s, depois de muito procurar na internet, abaixo fiz uma compilação do que eu achei juntamente com o que eu testei.

O cudaMiner faz a mineração de Dogecoin (ou qualquer outra cryptomoeda) facilmente sem nenhum ajuste, graças a um recurso chamado “autotune”, onde o próprio cudaMiner se encarrega de obter a melhor configuração para o sistema. O problema é que nessa auto detecção, alguns pequenos ajustes se fazem necessários para ganhar alguns khash/s ou até mais do que isso.

O primeiro passo é utilizar a versão do cudaMiner (x64 bits ou x32 bits) de acordo com o seu sistema. Se você possui um sistema x64, teste os dois e observe o desempenho.

Segundo passo é com o seu arquivo .bat já criado e apontado para o executável do cudaMiner, podemos usar alguns parâmetros “flags”, notando que elas são sensíveis a maiúsculo e minúsculo, vou citar abaixo os que achei mais úteis:

Parâmetro Descrição
-C (0/1/2) Enable Texture Cache (Desabilitado, 1-D Caching, 2-D Caching) pode aumentar ou diminuir o hash rate, de acordo com as capacidades da sua GPU.
-H (0/1/2) Hash Parallel (CPU Only, CPU Assist, GPU Only) determina o quanto de trabalho vai ser compartilhado com a CPU. O padrão é GPU Only se não for especificado.
-l (auto/F15x16) Kernel Configuration (auto é o autotune faz a descoberta do melhor kernel e parâmetros para a sua GPU, o resto é para especificar manualmente o kernel, SM Warps suportados pelo modelo e família do chip de sua GPU nVidia.
-D –benchmark Executa um teste de Benchmark, muito útil para testar opções e desempenho de configurações, sem minerar efetivamente.

Deles, a opção “-l” é a que mais irá deixar o cudaMiner configurado corretamente de acordo com a sua GPU.

Para descobrir o tipo de Kernel a ser utilizado, consulte aqui. Depois substitua a letra “F” pela que corresponde a arquitetura da sua GPU, conforme abaixo:

LLegacy cards with compute 1.x
SCurrently compiled for compute 1.2. Was used for Kepler cards but was replaced by “K”
FFermi cards with compute 2.x
KKepler cards with compute 3.0
TFor compute 3.5 cards such as Titan, GTX 780 and GK208 based
XExperimental kernel. Currently requires compute 3.5

O segundo valor é obtido nessa tabela, observando a coluna “SM Count” de acordo com o modelo da sua GPU.

Terceiro e último valor é referente ao máximo de Warps por SM, com o modelo do Kernel em mão, logo você está sabendo quantos Warps ela suporta, pelo tipo de “compute” que ela tem, de acordo com as informações abaixo:

Compute 1.x cards are limited to [8] warps per SFU unit.
Compute 2.x cards are limited to [16] warps per SM unit. (Double-pumped process)
Compute 3.x cards are limited to [32] warps per SMX unit. (Quad-pumped process)

No meu caso, eu possuo uma placa de video nVidia GeForce GTX 570. A melhor configuração de Kernel que uso para minerar é a seguinte:

cudaminer.exe -o stratum+tcp://xxxxx:1234 -u xxxxxx.xxxxxx -p x -l F15x16 -C 2

Importante: eu não usava o parâmetro -C (referente ao cache de texturas), depois de testes descobri que com ele ganhei cerca de uns 30 khash/s a mais. Veja abaixo, somente com a opção -l F15x16:

cudaminer sem -C

Agora adicionando o parâmetro -C, ficando assim: -l F15x16 -C 2:

cudaminer com -C

Resumindo, existe muitas coisas para serem exploradas para otimizar o cudaMiner, abaixo segue alguns links que foram de base para esse post, neles você pode obter mais informações:

[CUDA Miner] Using the right kernel launch config (Tutorial)

CUDAMiner Optimization Basics

CUDA – Wikipedia

List of Nvidia graphics processing units

3 comentários em “Otimizando a mineração no cudaMiner

  1. Oi boa noite eu tenho uma placa nvidia geforce 710m e não entendi qual a melhor configuração pro meu arquivp bat…você poderia me ajudar? Tentei usar a mesma que a sua mas ele abre e fecha.

    1. Olá! Primeiramente placas de baixo custo não valem a pena para minerar. O motivo é simples, baixo processamento = a mais tempo para minerar = a mais consumo de eletricidade = pagar para minerar!
      O Dogecoin praticamente já chegou em um ponto onde a mineração é quase impossível devido a complexidade que cada bloco novo possui atualmente.
      Você pode tentar a sorte em uma nova cryptomoeda, onde a dificuldade de minerar é baixa e tentar fazer algum lucro. Abraços!

Deixe uma resposta para Shiba Inu Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *